O que sai na mídia sobre aprendizado digital

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Rádio: três humanitaristas debatem OLPC

Debate em áudio online sobre o laptop das crianças (que o hype chama de podcast). Três dos principais nomes envolvidos em projetos educacionais conversam sobre o o laptop das crianças: Walter Bender, Ethan Zuckerman e Wayan Vota. Dá pra baixar, e a página Web tem excertos.

Kurumin 7 saiu do forno

Kurumin, o mais fácil Linux deste quadrante do universo, já saiu do forno em um LiveCD que pode ser instalado no HD. Das muitas novidades, o que mais me impressionou foi a velocidade de boot, muito rápida. E a novidade mais útil é a capacidade de ler e escrever em partições do Windows (NTFS). Útil para quem quer desenvolver conteúdo em ambiente mais parecido com o laptop das criaças (nosso futuros leitores).

Parabéns a Carlos Morimoto pelo esforço e pelo sucesso nesses anos todos.

Experiências laptópicas 1 por 1

Comentário sobre o debate Bender-Vota-Zuckerman:
AndyZ Says:
February 23rd, 2007 at 11:10 am
As guests on the show explained, the OLPC computer presents exciting new opportunities as well as potential new challenges. There has been nothing quite like this before.
Nonetheless, experience with school laptop programs in the United States has taught us a number of things. For example, after a year or two of experience there is widespread support for these programs from students, teachers, parents, school administrators, and the public. That has been the case in Maine and in Henrico County, Virginia, sites of the biggest state and district laptop programs in the U.S., where there has also been continuing political support even after the initial "champions" of the program (such as Gov. Angus King in Maine) left office. We have also learned that it takes time, money, and effort for all involved to learn how to use laptops well to support learning in school.
Laptop programs in the U.S. continue to expand. For example, Pennsylvania has announced that all high school students will be provided with laptops.
Those interested in finding out more about schools' experiences with so-called one-to-one computing can find information at these Web sites:

El barracón platino: nem deuses, nem malditos

Analisando-se a troca de acusações entre Daniel "Ututo" Olivera e o Dr. Hugo Scolnik, o resultado sem viés, até agora, é esse:
  1. Daniel Olivera não pediu dinheiro ao OLPC. Segundo Scolnik, ofereceu o Ututo ao governo argentino e serviços (pagos) de suporte. Como o fez o OLPC. Seria fair, sem problemas. Mas Olivera nega o oferecimento. Diz que o Ututo faz apenas pesquisa e desenvolvimento, e não faria suporte por nenhum dinheiro.
  2. Daniel Olivera não comprou o laptop, apenas pagou impostos pelas placas e protótipos (exorbitantes, diga-se de passagem, para equipamentos de desenvolvimento de custo zero doados pelo OLPC).
  3. Hugo Scolnik não é funcionário da Microsoft, é professor da Universidade de Buenos Aires, diretor técnico do grupo que estuda o hardware e o software do projeto. Teve ligações com a Microsoft, FBI e Agência Nacional de Segurança dos EUA em função de projetos de criptografia.
A América Platina já pode dormir em paz (a não ser pelo barulho da discussão ideológica na pampa).

terça-feira, 27 de fevereiro de 2007

Quem tem medo do laptop da gurizada?

O que mais se encontra por aí na questão OLPC/UCA são professores e educadores temerosos e com dúvidas sobre a eficácia educativa do laptop das criaças.

Mas os únicos responsáveis pelo fracasso ou sucesso dessa experiência educativa serão os próprios professores. Não adianta ficar querendo que o governo ou o projeto OLPC faça isso ou aquilo, numa atitude paternalista.

O governo (ou os governos, já que serão vários países envolvidos) e o OLPC já fazem e farão a sua parte, que é prover a infra-estrutura e ferramentas para a comunicação e colaboração.

Os estudantes, se deixados sozinhos com a infra, saberão tirar o melhor partido para si e suas famílias, mesmo que não sejam atividades estritamente "educativas". O ser humano (e qualquer outro fenômeno da natureza) têm fome de comunicação, e precisam de comunicação para funcionar. Se comunicam naturalmente.

Mas se um dos objetivos, o do aprendizado, necessita de iniciativas, isso é com professores. Portanto, devemos deixar de exigir coisas dos governos e meter mãos à obra. Por exemplo, começar a estudar iniciativas um-por-um, pedagogia construtivista e construcionista (e mesmo instrucionista). Depois, começar a brincar com as ferramentas que já estão disponíveis (Squeak, por exemplo). E por aí vai...

Os governos e expertos estão fazendo sua parte. E nós, estamos fazendo o quê?

domingo, 25 de fevereiro de 2007

Dezenas de iniciativas de computadores populares

Daniel Ajoy, na lista OLPC Argentina, aponta uma extensa lista de iniciativas de computadores pessoais para inclusão digital .

sábado, 24 de fevereiro de 2007

25 iniciativas de computadores populares

Daniel Olivera, na lista OLPC Argentina, aponta uma extensa lista de iniciativas de computadores pessoais para inclusão digital.

Daniel "Ututo" Olivera diz que comprou um laptop XO

Daniel "Ututo" Olivera dá entrevista ao Bloggers Report da Argentina:

-¿Cómo surgió la idea de incorporar Ututo en las laptops de OLPC?
-Como la Argentina no es productora de hardware, pensamos en producir software. Era lo que nosotros podíamos aportar al proyecto. Aunque al principio costó mucho, porque la gente del MIT no nos quería enviar máquinas. Después yo me compré una.

Hugo Scolnik, avaliador do governo argentino para o projeto OLPC, diz que Olivera pediu muito dinheiro para desenvolver software para o OLPC, e quando teve seu pedido negado, começou a criticá-lo. Scolnik também afirma que o laptop XO foi doado a Olivera por Jim Gettys, não vendido.

Em mensagem às listas de discussão do projeto OLPC, Olivera diz que pagou apenas pelos impostos de importação das máquina.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2007

Laptop da gurizada na Paraíba

'Laptop de US$ 100' terá sistema antifurto
iParaiba - Campina Grande,Paraíba,Brazil
O computador portátil do projeto "Um Laptop por Criança" (OLPC, na sigla em inglês) terá a alternativa de ser equipado com um sistema antifurto, ...

Notícias africanas

" African countries are bracing themselves for this month's rollout of US$150, Linux-based laptops for school children under the One Laptop Per Child (OLPC) initiative."
[..]
"Rwanda wants to transform into a knowledge-based economy hence the need to provide schools throughout the country with computers," Kagame said in a statement. Libya, Nigeria, Egypt and Ethiopia, among other countries, are also expected to receive the machines this month.

http://news.yahoo.com/s/pcworld/20070221/tc_pcworld/129201

terça-feira, 20 de fevereiro de 2007

Pedidos e produção laptops pela Quanta

Encomendas do laptop de US$ 100 superam 1 milhão
Baguete (liberação de imprensa) - Porto Alegre,RS,Brazil

A Quanta Computer confirma ter recebido encomendas de mais de um milhão de unidades dos computadores do One Laptop Per Child (OLPC), notebooks educacionais ...
Quanta já produz em massa laptops de US$ 100
Info Online - São Paulo,SP,Brazil

SÃO PAULO - A taiwanesa Quanta anunciou que já produz em larga escala o laptop da OLPC, o XO, também chamado de laptop de US$ 100. ...

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007

OLPC: "alguém" ficou de fora e está invejando...

Deu na Time, em entrevista com o homem mais rico do mundo:

Education is a big focus for you. So, is there better learning through technology?

It's important to be humble when we talk about education, because TV was going to change education and videotape was going to change it and computer-aided instruction was going to change it. But until the Internet exploded 10 years ago, technology really hadn't made a dent in education at all. Learning is mostly about creating a context for motivation. It's about why should you learn things. Technology plays a role, but it's not a panacea.

Technology can help, but it always has to be technology that understands the difficult conditions. Are computers in developing countries going to change their education system? In a lot of countries it's more: Are there classrooms, are there teachers, is there electricity? Taking new technology and trying to impose it on developing countries--that's crazy.

Via The Biz of Knowledge

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

OLPC: começam as especificações dos servidores

Começaram no final de janeiro as especificações dos servidores para o projeto OLPC, batizados de XS. As propostas iniciais para o hardware sugerem processadores X86 com gasto de 8 watts (só?), HD de 300GB para servir a 100 alunos.

Para as especificações de serviços disponíveis nos servidores , há a sugestão de se usar o Moodle como software de gerenciamento de aprendizado.

Mas está tudo em aberto.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2007

Laptops nas escolas públicas brasileiras

Roberto Romani compilou informações sobre os projetos OLPC e UCA, e publicou este artigo:
O uso de computadores nas escolas é tema de discussão há muitos anos. Durante os últimos meses o tema um laptop por aluno foi bastante discutido na lista ead-l. A proposta foi lançada originalmente por Nicolas Negroponte do MIT, que desenvolveu um novo modelo de laptop para educação. A partir de então, surgiram outras iniciativas similares à proposta do pesquisador do MIT. O governo brasileiro também se interessou pelo assunto e deu início o projeto Um Computador por Aluno (UCA). O objetivo desse boletim é dar uma visão geral do assunto e levantar os pontos que geram os principais debates atualmente.

Confira o artigo completo no site do Centro de Computação da Unicamp.

Federal Fluminense dá uma meshida no XO

O Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense criou um grupo de trabalho para pesquisar a rede Mesh do projeto Um Computador por Aluno (UCA). A instituição já tem um grupo de pesquisas em rede mesh há algum tempo, e agora vai usar seu conhecimento para testes e definições práticas sobre o maior projeto de inclusão digital do mundo.

No bonito e funcional site ajaxiado do grupo de pesquisa em Mesh da UFF, pode-se encontrar vários outros projetos relacionado a esta tecnologia sem fio, além de documentos interessantes como PDFs sobre a conectividade do laptop XO, de Michail Bletsas, o big boss desta parte do projeto OLPC. Vale a pena se ler, por exemplo, o documento chamado Powerful Ideas, com gráficos de consumo do XO e as várias idéias para o carregador manual de energia.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2007

Hyper Island o la escuela sin profesores.

hyperlogoSiempre me llaman la atención las instituciones que rompen la
tradición y las reglas... de las instituciones. Imaginen un
hospital atendido y gestionado por sus propios enfermos, o una iglesia
sin curas... Bueno, ahora tenemos una escuela sin profesores.

Via Educar, Argentina.

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Paraíba, Richard Stallman

Alerta de notícias do Google sobre: olpc

Escolas da rede pública devem ganhar computadores portáteis neste ano
iParaiba - Campina Grande,Paraíba,Brazil
Os novos computadores são importados e foram doados por três empresas internacionais - a Intel, a OLPC e a Encore. O Ministério da Educação (MEC) já recebeu ...

Richard Stallman: Inclusão Digital com software proprietário é ...
Amauta.Inf.br - Brazil
Não estou surpreso de que a Microsoft, depois da tentativa fracassada de converter o OLPC em ferramenta para espalhar seu poder, tenha encontrado outro ...

Revista Época: Web melhora desempenho escolar

A Web, rebatizada agora como "blogosfera", tem papel importante numa escola pública da periferia de Araxá, em Minas Gerais.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Outro indiano no páreo do PC barato

Diário da Manhã, de Goiânia, fala sobre outro projeto indiano de computador barato. O trabalho foi baseado inteiramente na matéria de Newsweek, mas contém alguns erros que não aparecem no original.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2007

Pernambuco com laptops

Alerta de notícias do Google sobre: olpc

Governo escolhe um laptop por aluno neste ano

Pernambuco.com - Recife,PE,Brazil

"Tivemos uma receptividade muito boa dos alunos", diz Roseli Lopes, professora da escola politécnica e responsável pelos testes da OLPC em São Paulo. ...

Alerta do Google - olpc

Suíço fez design do computador de 100 dólares
Swissinfo - Switzerland
A fundação OLPC (One Laptop per Child) vê na distribuição do aparelho para escolares dos países em desenvolvimento um formidável investimento para o futuro. ...

Empresa chinesa produz computador abaixo de 100 euros para mundo rural
TeK.sapo - Lisboa,Portugal
... de Nicholas Negroponte, pretende praticar. A produção em massa dos computadores de baixo custo da OLPC tem início marcado para este ano.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2007

Alerta do Google - olpc

Fabricante chinesa desenvolve PC de US$ 129 para usuários rurais
IDG Now! - São Paulo,SP,Brazil
Cingapura - Com preço igual ao XO, da OLPC, micro Tian En GX-2 terá chip com 400 MHz, 1 GB de espaço e 128 MB de memória e usará TV como monitor. ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Governo brasileiro escolhe neste ano o laptop para estudantes
O Globo Online (Assinatura) - Rio de Janeiro,RJ,Brazil
O projeto Um Laptop por Criança (OLPC, na sigla em inglês) está sendo testado pela Universidade de São Paulo (USP) eo laptop, produzido em Taiwan, ...

Serpro testa desempenho de software do laptop educacional
Computerworld - São Paulo,SP,Brazil
Cada uma delas receberá 100 máquinas do XO, computador idealizado por Negroponte e projetado pela ONG OLPC (One Laptop Per Child).

O laptop aussie

Fotos dos testes do laptop XO do projeto OLPC na Austrália. Nesta região, o alcance da conexão sem fio do "fraco" laptop atingiu 1400 metros. Normalmente, uma plaquinha WiFi de mercado alcança 100 metros, se não houver obstáculos.

Só ganhariam se houvesse "tapetão"

From: Americo Damasceno <adamascj@hotmail.com>
Date: Feb 6, 2007 10:05 AM
Subject: [OLPC Brasil] Só ganhariam se houvesse "tapetão"
To: Brasil@laptop.org

A arquitetura que a IBM criou para os IBM-PCs como o XO, o ClassMate e provavelmente o computador que você está usando (agora até o Mac é um IBM-PC) é aberta e copiável por quem quizer fazê-lo. A IBM (e eu estava lá...) "perdeu" esse mercado (que, no lançamento do projeto, pensava ser irrelevante, pela baixa qualidade do produto, que só seria viável para ser usado por estudantes e hobbyistas - algo muito semelhante ao XO) por causa disso. Sua estrutura sofisticada com altos salários (para pessoal altamente qualificado, modéstia a parte) e sua margem de lucro desejada, não permitiram concorrer com quem tinha estruturas mais simples e margens de lucro menores.

Se um computador de 900 Mhz, 2 Gb de memória etc., como o ClassMate, for um sucesso, nada impede a OLPC Inc. de adotar esse mesmo padrão no XO 2.0.

O que não é fácil de copiar é o modelo da OLPC Inc. ELA NÃO VISA LUCRO! Não dá para concorrer com alguém que pode fazer um produto igual ao seu e não pretenda ter lucro. A não ser que eles sejam tão imbecis que não consigam um nível de produtividade que compense o diferencial do lucro. E o pessoal da OLPC Inc./MIT não é idiota. Fazem parte da elite pensante do mundo.

O ClassMate talvez tenha futuro no mercado das escolas privadas (que não é alvo da OLPC Inc.) se clonar o XO (o que é relativamente fácil), que deve se tornar um padrão mundial nesse mercado educacional, com gente criando conteúdo para ele etc.

Não acredito que nenhum governo do mundo embarque nessa de pagar mais por um produto que pode ser fabricado, com padrão semelhante, por uma entidade que não visa lucro. E não pensem em corrupção, que a Intel e a Microsoft (que estão por traz do ClassMate) são empresas éticas e não entram nessa.

Assim, durmam em paz.

E, recado ao pessoal do ClassMate: vão buscar sua praia, gente! Criem o "XO-prime", com a estrutura do XO (rede mesh etc.), mas com mais opções de memória, disco, placa de vídeo, mouse etc. Tem muito dinheiro para ganhar aí. Se vocês não o fizerem, alguém vai fazer primeiro.

Alerta do Google - olpc

Laptop educacional está em estudo no Serpro
ti inside - São Paulo,SP,Brazil
Cada uma delas receberá cem máquinas do XO, computador idealizado por Negroponte e projetado pela ONG OLPC (One Laptop Per Child). Da Redação.
Veja todos os artigos sobre este tópico

Mais um player no UCA: Neo

O jornal do UCA fala de um novo jogador no campo do computador para a garotada : Neo, de Divinópolis, MG. Comendo quieta, a empresa re-apresenta  um protótipo interessante que já havia anunciado em 2003 para aquele trem do Computador para Todos.

Entre os detalhes diferentes, estão:
  • Sistema operacional Qnx, unix-like para aplicações real-time.
  • Saída para TV.
Pelo Portal do Voluntário , ficamos sabendo que o UCA é "uma espécie de menina dos olhos" do presidente Lula, e que o Neo "é um pouco diferente da proposta do governo": é um aparelho desktop.

O aparelho não tem muitas chances no momento, acho: é grande ( como se vê na foto), não se adapta aos tempos de portabilidade, foi desenvolvido com um sistema operacional excelente mas proprietário e sem grande base de desenvolvedores e não apresenta projeto pedagógico. No entanto, mostra o vigor do setor de informática brasileiro. Talvez se torne uma boa opção para set top box de IPTV.

Uma coisa a indústria brasileira não tem do que reclamar do projeto OLPC: foi uma grande oportunidade para mostrar seus produtos, mesmo que saiba que tem baixíssimas chances de entrar no jogo.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2007

Formato de áudio APE

Um conhecido meu, criminoso, baixou as Bachianas Brasileiras pelo eMule, mas os arquivos eram de um desconhecido formato APE.

Uma busca por "ape file format" revelou um formato muito interessante: Monkey Audio (APE... ele devia ter desconfiado).

É um formato de áudio com compressão sem perda, com taxas de 10:1 na economia de espaço. O player/ripper Monkey Audio vem com um plugin para WinAmp. Concorre com o formato FLAC (também sem perdas, ou lossless), mas clama ser mais eficiente na compressão.

Description:

Monkey's Audio is a fast and easy way to compress digital music.  Unlike traditional methods such as mp3, ogg, or lqt that permanently discard quality to save space, Monkey's Audio only makes perfect, bit-for-bit copies of your music.  That means it always sounds perfect – exactly the same as the original.  Even though the sound is perfect, it still saves a lot of space. (think of it as a beefed-up Winzip™ for your music) The other great thing is that you can always decompress your Monkey's Audio files back to the exact, original files.  That way, you'll never have to recopy your CD collection to switch formats, and you'll always be able to recreate the original music CD if something ever happens to yours.

See the Frequently Asked Questions or Version History pages for even more information.

A dica foi do site de conversores CoolUtils.

Universidade Federal do Ceará vai testar o Encore Mobilis

" A Universidade Federal do Ceará, através do Instituto UFC Virtual, começou a testar o laptop Mobilis, da empresa indiana Encore. Além deste, outros três modelos passarão por testes como parte do projeto-piloto do programa "Um Computador por Aluno" (UCA), do Governo Federal. São eles o Classmate da Intel, o XO da OLPC e o brasileiro Cowboy, da UNESP.(...)"

A dica é do BR-Linux.

domingo, 4 de fevereiro de 2007

Por trás de uma tela de laptop tem sempre uma grande mulher

Conheça mais sobre a mulher que reinventou o display de computadores. Mary Lou Jepsen fala à Spectrum, principal revista da IEEE.

Veneno

Se a Intel quisesse mesmo fazer um bom laptop pra gurizada, não teria perdido a melhor engenheira de telas do mundo para o OLPC...

Classmate mata e arrasa na INFO

Sandra Carvalho, da INFO online, comenta o Classmate da Intel. "Eficiência arrasadora" é como ela chama um equipamento que vai gastar um bilhão e 700 milhões de reais em energia elétrica a mais que o XO. Ela considera que a maquininha tem "recursos matadores". Talvez a jornalista tenha ficado impressionada com a pedagogia do bichinho, o Método Pé no Freio: "presta-atenção-no-que-o-professor-diz-senão-bloqueio-tua-máquina".

BTW, acho que é a Sandra quem escreve aquelas chamadas de capa da INFO de papel: "10 laptops matadores para a volta às aulas", "Baixe programas escolares arrasadores".

I, XO

Poderia o XO permitir a criação de um exército de zumbis enviadores de spam, sob o controle de um maligno cracker? Ethan Zuckerman aponta discussões na OLPC wiki sobre segurança . Wayan Vota vai se deliciar.

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2007

Alerta do Google - olpc

Encore produzirá laptop educacional no Brasil
Info Canal - São Paulo,SP,Brazil
Além do Mobilis, o Governo avalia o laptop de US$ 100, da OLPC eo ClassMate PC, da Intel. A Intel já anunciou que produzirá no Brasil seu laptop educacional ...
Veja todos os artigos sobre este tópico

Encore confirma produção nacional de notebook educacional Mobilis
PC World - São Paulo,SP,Brazil
Além de colégios da educação primária brasileira, o Mobilis deverá também chegar às prateleiras do varejo - nem a OLPC nem a Intel pretendem, a curto prazo, ...

"Eu tenho um sonho que um dia..."

São grandes as chances de que dêem certo os testes dos laptops de aprendizado, em 2007 e 2008, e que até 2016 todos os estudantes brasileiros do ensino básico estejam laptopizados.

Isto será um grande alternativa para que se evite o oligopólio dos grandes grupos de mídia. A TV e o rádio por broadcast digital são futuros defuntos, pois se tornarão obsoletos, em virtude do acesso total e sem fio à internet.

Do colo dos estudantes para o colo de todos os cidadãos, será um pequeno pulo. Para que todos os brasileiros tenham um laptop, o governo gastaria cerca de 12 bilhões de reais por ano, menos de 9 reais por mês, per capita (
veja todos os cálculos ). E esses equipamentos podem substituir TODAS as telecomunicações: TV, rádio, jornal, telefone. Podem se tornar máquinas auxiliares no tratamento médico, graças a seus sensores. Podem se tornar máquinas contra seqüestros, graças ao GPS, máquinas contra a corrupção e desrespeito, graças às câmeras de vídeo.

Os laptops se tornarão guichês de atendimento de repartições, se tornarão emissores de informações, se tornarão até mesmo máquinas de votar . Todos nós poderemos votar diretamente todos os dias, sem precisarmos de "representantes" como na farsa da democracia representativa. Já pensou num mundo sem políticos profissionais, em que todos nós sejamos políticos? Esse futuro pode estar ali em 2020, se nós quisermos.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Malásia se entusiasma com Mobilis da Encore

Um ministro de estado da Malásia visitou a Encore na Índia e "ficou encantado com o Mobilis", segundo seu representante no Brasil, Peter T. Knight , da Telemática e Desenvolvimento Ltda. O aparelho custa 165 dólares. Ele diz que Negroponte ofereceu o XO aos malaios por 200 dólares, mas não esclareceu se o preço foi apenas pelo laptop ou pelo pacote completo (laptop, servidor e acesso).

O Mobilis é um dos computadores analisados pelo governo brasileiro para o projeto UCA. No entanto, a empresa indiana não conta com encomendas do governo, unicamente. Vai comercializar o Mobilis em lojas e supermercados brasileiros. Embora o equipamento já esteja pronto, a Encore buscou parcerias junto a pesquisadores tupiniquins para melhorar o produto.

Além do Mobilis, a Encore comercializa o Simputer (PDA com Linux), o SofComp (igual ao Mobilis mas sem tela, por 100 dólares) e o SATHI, aparelho militar que forma rede mesh entre forças de segurança no campo de ação.